Rigor Rico fala sobre a sua expectativa para o HEBS e WESS.

Atualmente o mineiro Rigor Rico é o melhor piloto brasileiro de hard enduro e promete surpreender todos na próxima temporada, tanto no HEBS como no WESS.

Rigor Rico treinando em Morungaba-SP. Créditos: thexrider

1 – Qual é a sua expectativa para o HEBS 2020?

O amadurecimento do Hard no Brasil e as provas já estão chegando em um nível premium de organização, muitos pilotos optando pela modalidade, está causando interesse da mídia e as marcas  estão reconhecendo isso. Por exemplo, a Ktm entrando com uma equipe oficial no HEBS e não no Enduro FIM.

2 – Quais serão os seus maiores rivais?

Não treino pensando nos rivais, me preparo para as provas e esse ano meu foco está nas corridas internacionais. Mas sei que tem muita gente querendo tomar meu lugar no Brasil.(risos)

3 – O que você está achando da sua moto nova? Você já se acostumou?

Estou cada dia mais encaixado na minha KTM EXC300, minha pré-temporada esta sendo ótima e tenho ainda um mês para a primeira prova internacional, o hard enduro EL INKA no Peru. O ajuste da moto foi fácil, me adaptei bem rápido e estou conseguindo muita tração com ela. A ciclistica e conjunto são perfeitos e vai me ajudar a ser mais competitivo nesta temporada.

Rigor Rico treinando em Morungaba-SP. Créditos: thexrider

4 – O seu irmão Ripi Galileu sempre foi um dos melhores pilotos do Brasil, mas ele perdeu rendimento nos últimos anos devido à falta de tempo para treinar. Você acredita que o Ripi vai nos surpreender esse ano?

Sem duvidas, estamos montando uma planilha de treino e vamos ajustar as necessidades dele, sei o que ele precisa fazer para lutar pela vitória e vamos trabalharam para isso. Vou ficar bem feliz se chegarmos ao final do ano com um dobradinha da KTM.

5 – Na sua opinião a entrada da CBM no HEBS é algo positivo para os pilotos? Por que?

Super positivo, com essa nova gestão, teremos mais diálogo com pilotos e organizadores. Isso resulta em melhores condições de corridas, segurança e organização, lembrando que o piloto não terá custo com essa união.

6 – Agora o HEBS criou a categoria equipes, vocês vão participar?

Nossa equipe está fora por ter somente dois pilotos, mas achei a ideial genial. Tenho amigos em varias equipes, ja dei curso para basicamente todas elas, então a torcida vai ficar bem dividida rsrs
Nao vejo a hora de começar as disputas.

Rigor Rico treinando em Morungaba-SP. Créditos: thexrider

7 – O que você achou da nova assinatura do HEBS, que é EPIC EDITION. Você acredita que está temporada vai surpreender todos?

Ficou demais e vem muita novidade ai, vejo os organizadores cada dia mais preocupados em entregar as melhores provas para os pilotos. O resultado vai ser um campeonato Incrível que não deve nada para os melhores do mundo. O HEBS está revolucionando o esporte nacional.

8 – Além do HEBS você vai correr algumas etapa lá fora, quais você escolheu?

Começo com Latino Americano no Peru, logo no  final de fevereiro, ja chego de viagem e vou direto para Portugal, onde vou preparar a moto que vou usar na Europa durante toda a temporada europeia. O meu objetivo é fazer alguns treinos e participar de uma prova de Hard do Campeonato Português.
No Wess escolhi as 4 mais difíceis e as que sempre quis correr, Extreme Lagares, Erzberg Rodeo, Redbull Romaniacs e Hixpania Hard.

9 – Nós do TheXrider acreditamos que você vai ser um piloto top 10 no Red Bull Romaniacs, você acha que nós estamos sonhando muito alto? Isso é possível?

Sim, estamos trabalhando duro para isso! Vou ter um bom equipamento para a corrida, alguma experiência do ano passado e muita vontade de representar nosso país.

10 – Cite três pilotos que na sua opinião vão surpreender nesta temporada do HEBS, independente da categoria:

Rodriguinho vencedor da Nacional chega forte na Bronze, Dudu Furtado também é favorito na silver, anda muito bem no travado.
Marco Tulio tem tudo para fazer top 3 na Gold, venceu a Silver em 2019 e tem uma otima bagagem do Romaniacs.

Rigor Rico treinando em Morungaba-SP. Créditos: thexrider

11 – Através do HEBS surgiu o BITES que é o Big Trail Enduro Series, o que você achou dessa iniciativa? Você acha que isso agrega ao esporte?

Essa união entre as modalidades é importante, ambos ganham mais público e participantes.

Qual conselho você daria para um piloto que vai correr o HEBS pela primeira vez?

Escolha a categoria certa, treine, de seu melhor na corrida e lembre-se: Divirta-se.

Conteúdo Relacionado

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of