10 Futuros: Tiago Mergener

Uma das maiores surpresas da temporada de 2018 do Hardenduro Nacional.
Esta é uma sensação compartilhada entre pilotos e organizadores que viram o ótimo desempenho do jovem Tiago Mergener em duas das principais etapas do campeonato passado.
O jovem piloto gaúcho, da cidade de Rolante, estreou no circuito ainda em 2017 na etapa de Caxias. Tiago começou a correr com três anos  de idade e hoje ostenta o titulo de campeão gaúcho de Hardenduro.

Nas provas que disputou do circuito nacional de Hardenduro, Tiago Mergener conseguiu conquistar duas vezes o segundo lugar, sendo o único piloto da categoria competindo com moto nacional (Honda CRF 230). Atualmente o maior desafio para o piloto alçar melhores resultados é patrocínio.

Abaixo publicamos entrevista com Tiago Mergener, o piloto que ocupa atualmente a nona colocação do Ranking Geral de pilotos de Hardenduro da TheXrider.

 

 

1 – O que espera para esta temporada?
Tiago Mergener: Acredito que este ano será uma das melhores temporadas pois os organizadores e pilotos estão cada vez mais empolgados.

2 – Qual moto vai usar este ano?
Tiago Mergener: Esse ano fomos em busca de alguns patrocínios, mas até o momento devo correr com a CRF 230.

3 – Qual foi a prova mais difícil de 2019 e qual será em 2019?
Tiago Mergener: Em 2018 só consegui correr duas etapas: Hard in Help e King of the Jungle. Entre as duas o Hard in Help foi a mais difícil. Contudo, apesar dos comentários do ano passado, acredito que a prova de Cuiabá vai ser a mais difícil de 2019.

4 – Quem será seu maior rival em 2019?
Tiago Mergener: Acredito que meu maior rival vai ser o Rigor Rico, pois nas duas etapas que fui fiquei em segundo, atrás dele. Minha meta é chegar mais perto de Rigor nesta temporada.

5 – O que lhe motiva no Hardenduro?

Tiago Mergener: A parceria, a amizade dos amigos e as trilhas.

6 –  Você pretender participar de uma competição internacional? Se sim, qual?
Tiago Mergener: Com certeza, meu sonho é participar do Romaniacs e do Enzerbeg . Mas a questão de custo-benefício e patrocínio me impedem nesse momento. Seria uma experiência muito boa para mim.

7 –  Qual adjetivo define você como piloto?

Acredito que se eu virar um piloto profissional será resultado de meu trabalho. Eu me cuido bastante. Treino, me dedico muito esperando vir a ser um bom piloto um dia.

 

Conteúdo Relacionado